Odery Custom Drums

Endorsee Nacionais

       
                    

Cristiano Forte

Músico/baterista profissional há 25 anos, aos 13 anos de idade teve seu primeiro contato com uma bateria e em seguida iniciou seus estudos tendo como professores: Luis Carlos, Barel, Daniel Lima, Argos Montenegro, Zé Montenegro, Kiko Freitas (RS), além de aulas particulares com Pato Romero (PR) e Vera Fugueiredo (SP).

cristiano-forte-big

Com 16 anos inicia seus trabalhos como músico profissional ao ingressar nas bandas de baile Caravelle e Fama Festa Show de Porto Alegre/SC e banda Etc.& Tal de Araranguá/SC, nas quais trabalhou entre os anos de 1991 a 2002;

Em 1994, possuía a PROFMUSIC, escola de música sediada em Novo Hamburgo/RS, onde iniciou a lecionar e a partir daí a ministrar workshops de bateria.

Em setembro de 1996 participou do 1º BATUKA, concurso nacional de bateristas realizado em São Paulo/SP, onde alcançou o 4º lugar. Tendo sua foto publicada em várias revistas em todo país; na 2ª edição do concurso, foi convidado a participar da abertura do evento na mesma noite do workshop do baterista Virgil Donati. Na oportunidade foi destaque no programa “Jornal do Almoço” exibido pela RBS TV Criciúma no dia 25/08/1997;

Em agosto de 1998, concorreu com bateristas de todo o Brasil no 1º Concurso de Instrumentistas do Conesul, realizado na cidade de Cascavel/PR, conquistando o 2º lugar.

Gravação de uma faixa e show de lançamento do CD BATUKA – Concurso Nacional de Bateristas, contendo uma coletânea dos ganhadores das 1º e 2ª edições do evento.

A Revista BATERA, especializada em bateria e percussão, publicou na sua 19ª edição, em fevereiro de 1999, uma matéria com o título: “Um Forte Talento do Sul”, destacando suas atividades como baterista. Ainda em 1999, participou do Cascavel Jazz Festival, no 2º Concurso de Instrumentistas do Conesul, realizado na cidade de Cascavel/PR, alcançando o 2º lugar.

Nos últimos anos tem promovido workshops no sul do estado de Santa Catarina, trazendo pela primeira vez na região sul de Santa Catarina artistas de renome internacional como os bateristas Kiko Freitas, Aquiles Priester, Maurício Leite, o Workshow Brazilian Duet com os bateristas Alexandre Cunha e Ramon Montanhaur, o vocalista Edu Falaschi (Angra), os guitarrista Frank Solari e o lendário norte americano Vinnie Moore.

Em agosto de 2000, participou com o Grupo Humatumotabum na noite de abertura do Cascavel Jazz Festival, na cidade de Cascavel/PR;

Em Abril de 2002, acompanhou no III Festival de Música do SESC/SC as músicas: “verde Escuro”: 1º lugar na eliminatória de Tubarão/SC e 2º lugar na final em Florianópolis.

A partir de março de 2002, foi contratado para ministrar o curso de musicalização através da percussão no Projeto PETI (Programa da Erradicação do Trabalho Infantil) na cidade de Treze de Maio/SC. Também foi contratado pelo projeto PRÓ-SERRA da Unisul e Luminar, para no ano de 2002 prestar supervisão ao estagiário responsável pela oficina de música, na sede recém inaugurada no bairro Congonhas em Tubarão/SC. No ano de 2003 foi contratado pelo Colégio Energia de Criciúma/SC, para ministrar as aulas de música, que fazem parte da grade curricular do Ensino Fundamental desta escola.

Participou, em dezembro de 2002, da banda de apoio do 27º Fercapo – Festival Nacional da Canção Popular na cidade de Cascavel/PR, com Willian Júnior na organização. Entre os concorrentes estavam os compositores Lula Barbosa de SP (2º lugar nos Festivais dos Festivais com a música “Miraira”) e Tibério Gaspar do RJ (Compositor das música “BR3” e” Sá Marina”, e músicas gravadas por Ivete Sangalo, Stive Wonder, entre tantos outros). No evento, a banda também acompanhou o show de Edu Santana e Juca Novaes de SP (ganhadores de vários festivais nacionais e componentes do grupo Trovadores Urbanos).

Acompanhou o percussionista e educador africano Mamour Bá em seu workshow na cidade de Criciúma/SC.

Promoveu os eventos de confraternização de final de ano com seus alunos de bateria, denominado “Baterias na Praça”, realizados na Praça Nereu Ramos em Criciúma, onde na oportunidade mais de 20 bateristas participaram da peça musical composta por Cristiano Forte. O evento teve repercussão em todo o estado através do programa “Patrola”e “Jornal da RBS TV” (afiliada da Rede Globo), e matérias em Jornais(vinculação estadual e regional).

Em outubro de 2007 na edição nº 59 da revista Modern Drummer, foi publicada na seção fique por dentro uma matéria sobre sua trajetória musical como baterista e educador;

Teve um artigo publicado na e seção de Workshops no conceituado site: www.batera.com.br.

Organizou a edição do VII Fórum Catarinense de Educação Musical na região sul com a participação do palestrante Prof. Dr. Sérgio Figueiredo.

Prêmio Homem Contemporâneo concedido pela Fundação Cultura de Criciúma pela contribuição ao progresso cultural da cidade.

Realizou viagens de moto com o Projeto “FORTES” Ventos I, no qual foram percorridos em um mês 11.500 km pela Patagônia em viagem solo, percorrendo 19 dias 7.300 km em estradas do Brasil, Uruguai, Argentina e Chile, levando uma mini bateria na bagagem e realizando gravações com a mesma em lugares interessantes e distantes como no Oceano Atlântico, Oceano Pacífico, Aconcágua e Paso Água Negra.O Projeto “FORTES” Ventos III foi até o Ushuaia na Terra do Fogo, onde realizou uma gravação com a mini bateria ao lado da placa do “Fim do Mundo”.

Nos anos de 2010 à 2013, à convite do SESC de Tubarão e Criciúma realizou apresentações abordando assuntos sobre a bateria, percepção do universo sonoro e percussão corporal em mais de 100 escolas públicas, envolvendo mais de 10.000 alunos de diferentes faixas etárias.

A revista Modern Drummer a mais conhecida revista sobre bateria no mundo, em sua versão brasileira publicou uma edição especial sobre “A História da Bateria no Brasil”, citando em dois momentos o nome de Cristiano Forte.

Em 2011 teve uma matéria falando sobre sua trajetória no portal internacional da revista Modern Drummer (EUA), rendendo repercussão e outras publicações em jornais e portais no Brasil.

Cristiano Forte é graduado em pedagogia pela UNESC e pós-graduado em Música: Práticas sociais.

Atualmente tem sido requisitado para gravações no sul do país, auxiliando muitas vezes na produção das mesmas.

Patrocinado pelas baterias Odery, baquetas C.Ibañez, pratos Impression e Drummer’s capas protetoras para pratos, nos quais entre essas marcas também participam como endorssees os reconhecidos bateristas Cláudio Infanti, Nenê, Duda Neves, Zé Montenegro, Lauro Lellis, Ayrton Moreira, Robertinho Silva, Carlos Bala, Jorginho Gomes, Ramon Montagner, entre outros grandes bateristas nacionais;

Realiza Workshops e oficinas de bateria em apresentações solo ou em projetos em escolas públicas;

É baterista das bandas Brass Groove Brasil, Coda, Humatumotabum, Trio BBB e Down The System (cover SOAD), além de atuar como músico freelancer, acompanhando artistas e grupos de diversos estilos musicais;